Como funciona a internet via satélite?

Como funciona a internet via satélite?

A internet via satélite funciona sem precisar de uma grande estrutura no solo terrestre. Ela surgiu para suprir a necessidade de conexão em lugares em que a internet via cabo não chega. É o caso de cidades afastadas e áreas rurais. 

Atualmente, ter internet é uma questão de necessidade, ficamos conectados o tempo todo. Seja para trabalhar, estudar, para lazer e entretenimento, encontrar informações, entre outros interesses, o usuário busca opções de planos com boa velocidade e estabilidade.

A internet via satélite é uma das tecnologias atuais mais transformadoras que existe. Ela consegue disponibilizar uma alta qualidade na conexão em lugares, que muitas vezes antes, não possuía acesso, agora fique conectado.

Para atender às necessidades de pessoas que moram em localidades mais remotas, podemos contar com a tecnologia oferecida pela internet rural via satélite oferecendo: internet para fazenda, sítios e cidades distantes das capitais, que, acabam sendo muito beneficiadas por essa forma de conexão.

Quer saber como funciona a internet via satélite e quais suas vantagens? Acompanhe a leitura!

O que é a internet via satélite?

A internet via satélite é um método de conexão à internet que utiliza satélites de comunicação para transmitir dados entre o usuário e o provedor de serviços de internet. Nesse tipo de sistema, os dados são enviados de uma estação terrestre para um satélite em órbita e, em seguida, retransmitidos de volta para a Terra, permitindo a comunicação bidirecional.

O processo envolve os seguintes elementos principais:

  1. Estação Terrestre do Usuário (VSAT): Os usuários recebem um terminal de satélite chamado VSAT em suas localidades. Esse terminal inclui uma antena parabólica, um transceptor (transmissor/receptor) e outros equipamentos necessários para se comunicar com o satélite.
  2. Satélite de Comunicação: O satélite utilizado para fornecer serviços de internet é colocado em órbita geoestacionária ou órbita terrestre baixa, dependendo da arquitetura da rede. O satélite recebe os sinais da estação terrestre do usuário, amplifica esses sinais e os retransmite de volta para a Terra.
  3. Estação Terrestre do Provedor de Serviços de Internet: As estações terrestres do provedor de serviços de internet estão equipadas com antenas de recepção e transmissão, bem como hardware de rede para gerenciar a comunicação com os satélites.

A internet via satélite é frequentemente usada em áreas remotas ou rurais, onde a infraestrutura terrestre de banda larga pode ser limitada ou inexistente. Também pode ser uma opção para conexões de emergência em locais afetados por desastres naturais.

A internet via satélite também é uma maneira de acesso à internet que disponibiliza altas taxas de transferência de dados. Portanto, a internet via satélite funciona como a maioria dos serviços de banda larga, ou seja, a transmissão por satélite serve para receber e enviar dados.

Outros tipos de conexão como via cabo e fibra óptica precisam de infraestrutura de rede terrestre. Sendo assim, elas possuem alto custo de implementação e manutenção. Já a internet via satélite funciona com apenas:

  • Uma antena;
  • Um modem;
  • Um roteador.

Como funciona a internet via satélite?

A internet via satélite funciona por meio da transmissão de sinais de dados entre uma estação terrestre do usuário, um satélite de comunicação em órbita e a estação terrestre do provedor de serviços de internet. Aqui está uma visão geral do processo:

  1. Estação Terrestre do Usuário (VSAT): O usuário recebe um terminal de satélite chamado VSAT, que consiste em uma antena parabólica, um transceptor (transmissor/receptor) e outros componentes.
  2. Transmissão de Dados para o Satélite: O usuário envia dados através do terminal VSAT, que são convertidos em sinais de radiofrequência.
  3. Satélite de Comunicação: O satélite recebe os sinais de radiofrequência vindos da estação terrestre do usuário.
  4. Recepção na Estação Terrestre do Provedor de Serviços de Internet: A estação terrestre do provedor de serviços de internet recebe os sinais do satélite.
  5. Conexão com a Internet Global: A infraestrutura terrestre do provedor de serviços de internet está conectada à internet global, permitindo que os dados do usuário sejam encaminhados para seus destinos na internet ou recebendo dados da internet para serem transmitidos de volta ao usuário.
  • O VSAT é instalado na localidade do usuário, apontando para a posição orbital do satélite designado.
  • Esses sinais são transmitidos pela antena parabólica em direção ao satélite.
  • Os sinais são amplificados e retransmitidos de volta para a Terra em uma frequência diferente, para evitar interferências.
  • Os dados são processados e encaminhados para a infraestrutura de rede do provedor para roteamento adicional.

Este processo permite a comunicação bidirecional, permitindo que os usuários enviem solicitações (por exemplo, ao acessar um site) e recebam dados (por exemplo, ao baixar arquivos) por meio da internet via satélite. É importante notar que, devido à distância que os sinais precisam percorrer entre a Terra e o satélite, a internet via satélite pode eventualmente apresentar uma latência mais alta em comparação com outras formas de conexão à internet, como fibra óptica ou banda larga via cabo.

Como funciona a antena via satélite?

A antena utilizada na internet via satélite desempenha um papel crucial na comunicação entre a estação terrestre do usuário (VSAT) e o satélite de comunicação. Aqui estão algumas informações sobre a antena nesse contexto:

  1. Antena Parabólica: A antena usada na internet via satélite é geralmente uma antena parabólica, que tem a forma de um prato refletor.
  2. Apontamento para o Satélite: É crucial que a antena seja corretamente apontada para o satélite de comunicação. Isso é necessário para garantir uma transmissão eficaz de dados entre o terminal do usuário e o satélite.
  3. Transceptor no Foco da Antena: No ponto focal da antena, geralmente na frente ou no centro da parábola, está localizado o transceptor. Este dispositivo é responsável por converter os sinais de radiofrequência transmitidos ou recebidos em sinais elétricos que podem ser processados pelo equipamento de comunicação.
  4. Tamanho da Antena: O tamanho da antena parabólica pode variar dependendo do sistema de satélite utilizado, da largura de banda desejada e de outros fatores. Antenas maiores podem oferecer maior ganho e desempenho em áreas com condições atmosféricas desafiadoras.
  5. Antena VSAT: Em configurações típicas de internet via satélite, o terminal do usuário, conhecido como VSAT, inclui a antena parabólica, o transceptor e outros componentes necessários para a comunicação.

A função principal da antena parabólica é concentrar os sinais de radiofrequência recebidos ou transmitidos em uma área focal específica, onde está localizado o dispositivo transceptor (transmissor/receptor). A orientação correta da antena é alcançada ajustando sua posição em azimuth (azimute), elevação e polarização de acordo com as coordenadas específicas do satélite.

Em resumo, a antena na internet via satélite desempenha um papel fundamental na transmissão eficaz de dados entre o usuário e o satélite. Sua correta instalação, apontamento e tamanho são cruciais para garantir uma conexão estável e confiável.

O que é preciso para ter uma conexão de internet via satélite?

Para ter uma conexão de internet via satélite, você precisará dos seguintes elementos:

  1. Terminal do Usuário (VSAT): Um terminal de satélite, geralmente chamado de VSAT (Very Small Aperture Terminal), que inclui uma antena parabólica, um transceptor (transmissor/receptor) e, em alguns casos, um modem satelital.
  2. Energia Elétrica: Uma fonte de energia elétrica para alimentar o terminal do usuário. Em muitos casos, é necessário conectar o VSAT a uma fonte de eletricidade para operação contínua.
  3. Linha de Visão Desobstruída para o Satélite: A antena parabólica deve ter uma linha de visão clara e desobstruída para o satélite de comunicação. Obstruções, como edifícios, árvores ou montanhas, podem interferir na transmissão de dados e prejudicar a qualidade da conexão.
  4. Configuração Adequada da Antena: A antena parabólica precisa ser corretamente configurada e apontada para a posição orbital do satélite utilizado. Isso envolve ajustes precisos em azimuth, elevação e polarização.
  5. Contrato com um Provedor de Serviços de Internet via Satélite: É necessário assinar um contrato com um provedor de serviços de internet via satélite. Esse provedor será responsável por fornecer acesso à internet, gerenciar a infraestrutura de rede e oferecer suporte técnico.
  6. Modem Satelital (Opcional): Alguns sistemas de internet via satélite podem exigir um modem satelital adicional para facilitar a conexão entre o terminal do usuário e a infraestrutura de rede do provedor de serviços de internet.
  7. Custo Inicial e Taxas Mensais: A obtenção de uma conexão de internet via satélite geralmente envolve custos iniciais para a aquisição e instalação do equipamento (antena, transceptor, modem, etc.) e taxas mensais para o serviço de internet.
  8. Configuração de Rede Interna (Opcional): Para distribuir a conexão de internet via satélite para vários dispositivos em uma residência ou empresa, pode ser necessário configurar uma rede interna com roteadores e switches.

Lembre-se de que a internet via satélite pode ter algumas limitações, como maior latência em comparação com outras formas de conexão à internet. Antes de optar por esse tipo de serviço, é aconselhável considerar as necessidades específicas de conectividade e as limitações da região.

Qual é a melhor internet via satélite?

Ao escolher a melhor internet via satélite, é importante considerar vários fatores para atender às suas necessidades específicas. Aqui estão alguns pontos essenciais a serem considerados:

1. Cobertura e Disponibilidade:

Verifique a disponibilidade do serviço na sua região. Nem todas as empresas oferecem cobertura global ou em todas as áreas, então é crucial garantir que a provedora escolhida atenda à sua localização.

2. Velocidade e Largura de Banda:

Avalie as opções de velocidade e largura de banda oferecidas pelos provedores. Considere suas necessidades específicas, como streaming de vídeo, jogos online ou trabalho remoto, e escolha um plano que atenda a essas demandas.

3. Latência:

A latência é o atraso na transmissão de dados e pode ser mais alta em conexões via satélite devido à distância que os sinais precisam percorrer entre a Terra e o satélite. Se a latência é crítica para suas atividades online, como jogos online ou chamadas de vídeo, verifique as informações sobre a latência oferecida pelo provedor.

4. Limites de Dados e Política de Uso Justo:

Muitos provedores de internet via satélite impõem limites de dados mensais e políticas de uso justo. Certifique-se de entender esses limites, pois ultrapassá-los pode resultar em redução de velocidade ou custos adicionais.

5. Equipamento e Instalação:

Considere os requisitos de equipamento e instalação. Alguns provedores fornecem equipamentos gratuitos ou por uma taxa, enquanto outros podem exigir que você compre o equipamento. Avalie a facilidade de instalação e se a empresa oferece suporte técnico.

6. Preço e Custos Adicionais:

Compare os preços dos diferentes planos oferecidos pelos provedores. Além do custo mensal, esteja ciente de possíveis taxas adicionais, como taxas de instalação, aluguel de equipamento e taxas de cancelamento.

7. Avaliações e Reputação do Provedor:

Leia avaliações de clientes para ter uma ideia da experiência de usuários reais com o provedor. Considere fatores como confiabilidade, atendimento ao cliente e satisfação geral do cliente.

8. Planos Contratuais:

Avalie os termos do contrato, incluindo a duração do contrato e quaisquer penalidades por rescisão antecipada. Certifique-se de entender completamente os termos antes de se comprometer com um provedor.

9. Desempenho em Condições Climáticas Adversas:

Considere como a conexão via satélite pode ser afetada por condições climáticas adversas, como tempestades ou neve. Alguns sistemas podem ser mais robustos em condições adversas do que outros.

Ao levar em consideração esses fatores, você estará mais bem equipado para tomar uma decisão informada sobre a melhor internet via satélite para suas necessidades específicas.

4 mitos sobre a internet via satélite 

Os benefícios da internet via satélite são muitos, mas as pessoas ainda desconhecem a maioria. Entretanto, a internet via satélite é uma opção de qualidade como a internet via cabo de fibra óptica e até de redes celulares como 3G, 4G e o recém-chegado 5G. 

Por isso, aqui estão listados 4 mitos sobre a internet via satélite para você entender tudo que precisa!

Mito 1: Internet via satélite é tecnologia antiga

A internet via satélite foi uma das que mais evoluíram nas últimas décadas. Nesse sentido, os satélites estão levando banda larga para lugares remotos no Brasil e no mundo. Tanto que a HughesNet está presente em mais de 100 países. 

Mito 2: Internet via satélite é lenta

Antes de mais nada, a velocidade de sua conexão de internet via satélite depende do plano contratado. 

A HughesNet, por exemplo, oferece planos de 10, 15, 20 e 25 Mega de velocidade mesmo em locais mais remotos. 

Mito 3: A internet via satélite não funciona quando chove

Sobretudo, a internet via satélite funciona normalmente em dias de chuva ou em períodos em que o tempo está instável. 

Ainda assim, em caso de tempestades, a HughesNet pode aumentar a potência, mudar a modulação do sinal ou usar equipamentos de rede em solo para corrigir qualquer instabilidade que uma tempestade brusca pode causar na sua conexão de internet. 

Mito 4: Internet via satélite é só para zonas rurais

Uma grande demanda da internet via satélite no Brasil são sim as áreas rurais, entretanto, a internet via satélite alcança todas as regiões onde a conectividade é defasada., independentemente se você se mudou para uma zona rural, São Paulo ou vai se mudar para Fortaleza, a sua cobertura será total.

A internet via satélite funciona como solução para pequenas cidades que cercam os centros urbanos, onde não há mais alternativas com ótima velocidade e segurança. 

Essa modalidade de internet está se popularizando no Brasil. Ela é uma tecnologia essencial para quem não tem acesso a banda larga via cabo. 

A previsão é que a tecnologia só tenha crescimento e possa ser utilizada em casas, aviões e até embarcações marítimas.

Qual o preço da internet via satélite?

O preço da internet via satélite no Brasil varia de acordo com a empresa, o plano escolhido e a região onde você mora. Em geral, existem alguns fatores que influenciam o preço:

  • Empresa: Cada empresa oferece planos com preços e características diferentes.
  • Plano: Os planos variam em termos de velocidade, franquia de dados e outros benefícios.
  • Região: A disponibilidade e o preço da internet via satélite podem variar de acordo com a região.

Onde e como encontrar os melhores planos?

Agora que você já descobriu como funciona a internet via satélite e o que ela pode te proporcionar, chegou a hora de escolher a empresa que prestará o serviço. Uma das melhores opções atualmente é disponibilizada pela HughesNet, uma empresa norte-americana que está presente no Brasil desde 1968 e oferece alternativas via satélite desde 2003.

A operadora conta com uma conexão banda larga de alta qualidade e estabilidade. É ideal para quem precisa de um serviço rápido para carregar sites, poder assistir a vídeos, realizar downloads e uploads tranquilamente e com velocidade de qualquer lugar. Os clientes ainda contam com Wi Fi e roteador gratuito.

Porque a HughesNet é considerada uma das melhores opções do mercado de internet via satélite?

A HughesNet é considerada uma das melhores empresas de internet via satélite no Brasil por vários motivos:

  1. Cobertura: A HughesNet oferece cobertura para todo o Brasil, inclusive em áreas remotas onde outras tecnologias de internet não estão disponíveis.
  2. Preço: A HughesNet oferece planos com preços competitivos, a partir de R$ 100,00 por mês. Consulte se existe promoções disponíveis, aqui!
  3. Atendimento ao cliente: A HughesNet tem um bom atendimento ao cliente, com suporte técnico disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Confiança: A HughesNet é uma empresa experiente, com mais de 20 anos de experiência no mercado de internet via satélite.

Tecnologia: A HughesNet utiliza tecnologia de última geração para fornecer uma conexão rápida e confiável à internet.

Alguns dos principais diferenciais da HughesNet:

  • Franquia de dados ilimitada: A HughesNet oferece planos com franquia de dados ilimitada, o que significa que você pode usar a internet à vontade sem se preocupar com custos adicionais.
  • Modem Wi-Fi incluso: A HughesNet fornece um modem Wi-Fi gratuito com todos os planos, o que permite que você conecte vários dispositivos à internet sem fio.
  • Instalação gratuita: A HughesNet oferece instalação gratuita da antena parabólica e do modem Wi-Fi.
  • Contrato flexível: A HughesNet oferece contratos flexíveis, sem fidelidade, o que permite que você cancele o plano a qualquer momento.

No geral, a HughesNet é uma boa opção para quem precisa de uma conexão à internet confiável e acessível em áreas onde outras tecnologias não estão disponíveis.

Como funciona a instalação de antena de internet via satélite da HughesNet?

A HughesNet é uma provedora de internet via satélite. Essa provedora acessa o sinal de internet a partir de vários servidores de dados. 

Sendo assim, a HughesNet transmite os dados para uma estação central (que também pode ser conhecida como hub). Da estação central, o sinal é distribuído para sua residência e para a antena. Seu modem, que trabalha junto com um roteador sem fio, vira o ponto de conexão para todos os dispositivos que acessam a internet em sua casa. 

O modem se conecta por meio de um cabo curto à sua antena parabólica, instalada na parte exterior de sua residência. A antena inclui um rádio potente que é capaz de se comunicar com o satélite. 

Por isso, uma antena é colocada em sua casa pela HughesNet, para que ela permaneça sempre conectada ao satélite. Dessa forma, você tem conexão de internet permanente e com isso, não precisa ser movimentada por você depois de instalada. 

Na HughesNet, você encontra planos de até 25 Mega de velocidade.

É importante salientar que essa não é a tradicional conexão via rádio que sofre com instabilidades. A internet via satélite sofre menos interferências e oferece uma conexão estável e segura, mesmo no caso de ventania e chuva. 

O satélite que faz a sua conexão ser possível fica localizado a cerca de 35 mil km da superfície terrestre. Por isso, a internet via satélite dispensa grandes infraestruturas. Só é necessário a antena, o modem e o roteador. A instalação dos três equipamentos é feita quando você escolhe o melhor plano para você e contrata a HughesNe

Mais sobre a provedora HughesNet

A HughesNet é líder mundial em serviço de internet via satélite.  Ela utiliza um satélite para fornecer a conexão, além disso, atua no Brasil desde 1968, com isso, seus serviços atualmente são fornecidos para:

  • Governo;
  • Empresas;
  • Residências.

No Estados Unidos, a HughesNet tem 50% de assinantes do mercado de internet via satélite. Portanto, ela é líder no segmento.

Sendo assim, um dos maiores objetivos do empreendimento é levar internet de qualidade para as pessoas. Assim, elas podem usufruir de uma conexão de internet rápida, segura e estável.  

Portanto, a HughesNet oferece soluções para empresas como operadoras, o agronegócio, educação, governo, indústria e varejo. Existem mais de 30 bases técnicas da HughesNet no Brasil e um Centro de Operações de Rede em Barueri, São Paulo. 

Entre em contato conosco para ter internet via satélite agora. 

Planos HughesNet

WhatsApp

Quero Assinar!